Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Iniciações e sua Preparação


Hoje, o homem é preparado nos níveis internos para a Iniciação. Sendo assim, não há regras a serem seguidas no plano físico, como antigamente. Todavia, isso não significa que o candidato possa descuidar-se daquilo que ele gera no mundo material, pois a essência do mecanismo iniciático permanece, e a conduta do postulante precisa pautar-se pelas leis evolutivas que já pôde aprender. A lei da purificação, a do serviço e a do silêncio, por exemplo, são básicas. As condições para a Iniciação são simples e, para melhor colaborar, o eu consciente é levado a conhecê-las. Comportamentos como o de comer carne, fumar ingerir bebida alcoólica e drogar-se são obstáculos. No nível concreto, é necessário depurar a vida orgânica, conforme as leis físicas que regem a vida das células. Isso emerge à medida que o indivíduo como um todo se vai purificando. No nível mental-emocional é indicado não alimentar conflitos e manter o pensamento positivo, tendo presente a meta interior. Por meio das Iniciações, o ser humano pode relacionar-se com novas leis, ou com aspectos superiores daquelas sob as quais já se encontra. O fato de tornar-se um iniciado não é apenas um conseguimento individual, da sua mônada e da sua alma, mas é principalmente fruto do desenvolvimento do Logos planetário ao qual sua evolução está coligada. O ser humano é uma partícula do corpo logóico que se ilumina quando a consciência do Logos se expande. De maneira análoga, as células e os átomos que constituem os corpos do homem são-se iluminando no decorrer de seus passos no caminho iniciático. Um dos propósitos desse caminho é a consciência adquirir controle sobre as forças do universo em que vive e não apenas interagir com as que o compõem, mas também introduzir nele impulsos evolutivos capazes de penetrar sua substância matriz. A cada Iniciação, a consciência do homem e a essência de um dos níveis desse universo relacionam-se de tal modo que as leis, energias e forças desse nível são incorporadas, como conhecimento adquirido, no núcleo do seu ser. O ser humano poderá, então, servir de instrumento para a realização do propósito criador nesse nível, pois o terá transcendido. Entre uma Iniciação e outra dá-se o amadurecimento do que foi conseguido, bem como a preparação para a fase seguinte.

Nesta época de transição, as três primeiras Iniciações fundamentam-se na permeação dos corpos materiais do iniciando pela energia da alma; proporcionam à alma condições de expressar-se livremente nos níveis concretos e de os redimir. O controle do corpo físico-etérico, do astral e do mental, o alinhamento entre eles e deles com a alma, exige dedicação e perseverança. As atitudes externas e internas do indivíduo vão entrando em consonância com padrões evolutivos; numa primeira fase, ele consegue sustar seus atos desarmoniosos, mas ainda não é capaz de fazer o mesmo com suas emanações astrais e menos com as mentais, como por exemplo sentimentos e pensamentos de ira ou de revolta, que têm efeitos destrutivos mesmo sem se exteriorizarem-se. Numa fase seguinte, já consegue dominar suas emoções e, em outra, também os pensamentos. As três primeiras Iniciações podem ser sinteticamente definidas como etapas em que esse controle da ação, do sentimento e do pensamento é conferido ao indivíduo; a partir delas não é mais o ego que dirige suas forças humanas, mas a alma. Mesmo assim reações e resistências permanecem, embora cada vez mais reduzidas, até que atinja a Quinta Iniciação.

Extraído do Glossário Esotérico de Trigueirinho

p. 211-212

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Sites