Amhaj

Para que possais trilhar a senda luminosa é preciso responder ao Chamado. Isso significa vencerdes provas, nas quais terão confirmado o vosso elo com a verdade e com a luz. Todos os seres, um dia, penetram essa senda e alcançam a Morada Celestial. Porém, eons se passam até que o ciclo se consume. Não vos intimideis frente ao mal. Não desafieis o inimigo. Não retardeis vosso caminhar pelo clamor do passado. A poeira dos tempos será lavada do vosso ser; novas vestes trajareis, e grande será o júbilo da libertação. Porém, nessa senda pisareis sobre rosas e espinhos, e devereis aprender o mistério do Bem. É tempo de justiça. É tempo de graças. Magnífico poder, o Irmão Maior se aproxima. Silenciai vosso coração e acolhei o grande amor. Tendes a Nossa paz.

Hierarquia

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Hierarquias



Hierarquia Planetária Conjunto de vidas, energias e consciências que conduz a evolução de um planeta para consumar o propósito do seu Logos regente. Projeta-se nos vários níveis da existência planetária e, em cada um deles, propicia que padrões arquetípicos se manifestem da forma mais perfeita possível. O trajeto ascensional das partículas que compõem o corpo do planeta é traçado pela sua Hierarquia. Quando os Espelhos planetários captam diretamente energias extra-sistêmicas, a ligação entre a Hierarquia planetária e a solar se fortalece e sua colaboração mútua se amplia. A formação da Hierarquia de um planeta é impulsionada pelo seu Logos, a fim de constituir um órgão para o cumprimento da sua vontade.


Hierarquia Regente – Refere-se ao núcleo hierárquico que conduz o desenvolvimento de determinada tarefa ou a canalização de uma energia num âmbito específico.Consciências que expressam de maneira completa e pura uma energia podem tornar-se a Hierarquia regente dessa energia em certo setor da criação – seja este um centro sutil de um planeta, um planeta como um todo ou universo mais amplos. Nada é criado ou mantido em conformidade com a lei sem que uma Hierarquia zele pela sua manifestação.

Hierarquias de Miz Tli Tlan – A configuração da hierarquia planetária muda segundo as necessidades da evolução, além disso, a mesma consciência pode ocupar posições hierárquicas distintas em diferentes setores e pontos do cosmos. A primeira Hierarquia em Miz Tli Tlan, centro regente do planeta, é Amuna Khur, antes conhecido como Sanat Kumara. A segunda Hierarquia é Solhuat Khutulli, antes conhecido como Koot Hoomi ou Kuthumi. A terceira Hierarquia é Amjah, antes conhecido como Morya [Amhaj] é também regente do centro interno Aurora. A quarta Hierarquia em Miz Tli Tlan é Mhayhuma, Regente Solar, que está nessa posição temporariamente, enquanto representa a Terra no Conselho do Governo Celeste Central. A quinta Hierarquia em Miz Tli tlan é Thaykhuma, a governanta maior dos Espelhos. A sexta Hierarquia é Ashtar Asghran, encarregado do nascimento dos princípios espirituais concernentes à nova Raça. A sétima Hierarquia é Ostmhiuk, que expressa o Sétimo Raio Cósmico. As demais Hierarquias de Miz Tli Tlan permanecem ocultas, mas sabe-se serem doze ao todo. Evoluções estão se processando e prevê-se, num futuro próximo, a revelação de todas.

Hierarquia Angélica – Seu campo de ação é basicamente os planos espirituais; é ainda misteriosa para a humanidade da superfície da Terra, embora esteja próxima dela. Os seres que fazem parte dessa Hierarquia não têm corpos físicos e, portanto, só podem ser contatados nos níveis de consciência subjetivos.A Hierarquia angélica constitui setor de outra, a Hierarquia dévica.Entre suas tarefas está a de estimular a evolução do ser humano no plano espiritual, transmutar cargas psíquicas do mental e do emocional e conduzir vibrações harmonizadoras até o plano etérico do planeta.Há membros dessa Hierarquia – simbolicamente denominados ‘’anjos das nações’’ – que focalizam e distribuem a energia superior para nações inteiras.O ser humano estabelece ligação com a energia angélica e a ajuda a fluir com liberdade sobre o mundo quando se concentra em realidades internas, isentas de conflito.Rudolf Steiner (Alemanha, 1861-1925) abordou esse tema de maneira inspirada, com base em percepções colhidas nos arquivos akáshicos.

De diferentes modos, no decorrer da evolução da humanidade, a Hierarquia angélica fez-se notar. Todavia, quando o relato dos contatos e relacionamento com ela não é feito por Iniciados, ocorrem deturpações, mesmo involuntárias, devido a interferências de concepções humanas nesse impulso que, por si só, é supra-humano.Contudo, a irradiação e o intenso trabalho harmonizador da Hierarquia Angélica são potentes, dinâmicos e não se detêm com os enganos do homem nem com o caos que nos níveis materiais hoje se amplia. Num ciclo futuro a humanidade como um todo transcenderá o plano mental-emocional e contatará realmente os membros dessa Hierarquia, seres puros, de sabedoria e luz. A atual angelogia é, do ponto de vista espiritual, mera especulação.

Hierarquia Crística – Exprime a energia cósmica do Segundo Raio, também chamada energia crística. No que se refere à evolução neste sistema solar, tem a Fraternidade de Sirius com o mais potente canal de manifestação. A vida central dessa Hierarquia é denominada Cristo, e abarca âmbitos de amplitude inconcebível para a humanidade da superfície terrestre; de modo paradoxal, está no âmago da mais diminuta partícula. Dados os seus atributos – coesão magnética e amor-sabedoria – a Hierarquia crística tem acesso à globalidade do Plano Evolutivo para este universo, ao passo que as demais Hierarquias o conhecem apenas setorialmente. De maneira especial dedica-se à instrução e constitui a via ao Absoluto para as consciências que evoluem nesta galáxia. A Hierarquia Ashtar é parte da Hierarquia crística.

Hierarquia de Instrução – As Hierarquias que formam e instruem a consciência do homem podem ser planetárias, solares ou galáticas. Nesta época, as que atuam na órbita planetária têm como principal campo de serviço os níveis materiais e o intuitivo: dedicam-se ao amadurecimento da alma e ao fortalecimento da conexão que ela estabelece com núcleos mais profundos; são os instrutores dos graus iniciais dos grupos internos. Quanto às Hierarquias solares, contatam o ser humano por intermédio do seu corpo de luz ou do monádico, ou seja, a partir do plano espiritual. São o elo entre os grupos internos e as Escolas Internas. Há um relacionamento sagrado, não totalmente desvendado à mente do homem, entre a consciência do seu ser e as Hierarquias da Instrução solares. Os homens têm um vínculo, até mesmo cármico, com o planeta onde vivem; para elevar-se a esferas extraplanetárias e participar do que nelas transcorre, precisam equilibrar seus débitos e cumprir sua tarefa nesse planeta. Todavia, existem vínculos cujo desenlace está além de suas possibilidades. Nesse ponto as Hierarquias solares dão-lhe auxilio especial: assumem elas próprias esses vínculos, consumando-os em seu fogo liberador. As Hierarquias da Instrução galáticas contatam os Regentes monádicos; também contatam mônadas, quando o processo de fusão delas no regente monádico já está em grau avançado. Focalizam sobretudo as fraternidades Cósmicas, que se encontram além das Escolas Internas. Abarcam em sua aura inúmeros sistemas estelares, e estão presentes como núcleo unificador na jornada evolutiva de todas as partículas do cosmos.

Vários Instrutores que atuaram na Terra trasladaram-se de outros esquemas planetários ou de universos mais amplos.Alguns dos seus trabalhos, antes ocultos e reservados, são agora abertamente apresentados aos homens e devem passar a fazer parte da sua vida consciente. Uma das metas da Hierarquia da Instrução hoje é implantar na superfície do planeta a qualidade de vida expressa por civilizações mais avançadas, seja dos mundos intraterrenos, seja do cosmos.

Extraído do Glossário Esotérico de Trigueirinho

p.185-186-189-190


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Sites